quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Sonhos de uma noite de verão

Ao telefone.

Ela: Não quero falar disso, isso me deixa triste...
Ele: Tudo bem, desculpa... Falemos de nós, então! 

Ela sorri.

Ele: Você está linda naquela foto, tão meiga...
Ela: Que isso...Nem é pra tanto. Mas, obrigada.
Ele: Esta noite, então...estava uma princesa! A lua branca no céu, eu e você...PERA AÍ!!!
Ela: O que foi?
Ele: Vi um bicho!

Ela se assusta

Ela: Que bicho?
Ele: Ave Maria! Não sei o que era, parecia uma barata. Não é medo, sabe? Mas é nojo. Quando mata, sai aquele negócio branco, aquela massa nojenta. Imagina você dormindo e esse bicho subindo em você. E se você esmaga sem querer? Credo, vou dormir na sala!
Então, onde estávamos?